Porque não poderia começar sem o Lgo. da Pólvora

(Em breve foto do ônibus Lgo. da Polvora)
.
.
As primeiras "notícias" do Largo datam de 1754, onde uma casa, a "Casa da Pólvora" foi erguida para armazenamento do material, utilizado em combates na época.
Porém em 1775 ela ficou um pouquinho mais sinistra: foi erguida uma forca no local, utilizada para cumprir penas de morte.
Nenhum registro afirma o uso da forca, porém sabe-se que o espaço era utilizado para sepultar, em cova rasa, escravos e pobres.

Para abrir a Rua Américo de Campos, na Liberdade, a prefeitura mandou demolir o armazém usado para estocar pólvora. No local fizeram uma praça, chamada pelos moradores de Largo da Pólvora. O prefeito Olavo Setúbal oficializou o nome em 1978, segunda a Vejinha, em comemoração ao septuagésimo aniversário da imigração japonesa no país. Ali foi construído um jardim oriental, com três lagos de peixes ornamentais, hoje cercado.

Pois bem, hoje temos um prédio simples e diversos moradores instalados no local.
É uma gracinha, ok, na minha opinião.

Engraçado que alguns moradores afirmam que escutam vozes e objetos se mexendo sozinhos, realmente não sei se é tão engraçado assim. Mas isso não vem ao caso, pelo menos agora.

O que realmente importa é o lindo ônibus nomeado com tal local, o não tão famoso Lgo. da Polvora (não tem acento!), que além de ser o meu primeiro ônibus de São Paulo, já salvou diversas vezes a minha vida nas madrugadas onde todo mundo fazia questão de afirmar "não tem mais busão"

E o itinerário que fazem as 3 linhas que levam o nome, são perfeitas, saem da Liberdade, vão para a Brigadeiro Luis Antonio, passam pela Paulista e caem ou na Rebouças ou na Dr Arnaldo.
Sei que parece fanatismo, e sim, até que é, mas meu amor por ele é grande ou melhor, pelos 3:

715F-10 Shop. Continental
715M-10 Jd. Maria Luiza
714C-10 Cohab Educandário

É claro que nem todos os transportes públicos, principalmente ônibus na cidade de São Paulo são tão agradáveis e salvam tanto a vida, mas mesmo assim, minha homenagem se estende a todos com salvas principais e a parte para o meu Lgo. da Polvora.

You can leave a response, or trackback from your own site.

2 Response to "Porque não poderia começar sem o Lgo. da Pólvora"

  1. Camilla says:

    Agora sim entendi a tatoo.
    Bonitinho, gostei.
    Beijos,
    Camiss

    Este comentário foi removido pelo autor.
Powered by Blogger